Evangelho do Inferno: Nasa divulga foto da Terra vista à distância recorde de 6 bilhões de quilômetros

Missão New Horizons quebrou recorde que já durava 27 anos; nave está no espaço desde 2006 e avança 1,1 milhão de quilômetros em um único dia”

Terra parece apenas uma pequena luz esverdeada a 6,1 bilhões de quilômetros de distância

[Percebe você qual é a real intenção de uma notícia como essa?

Primeiro, deixar bem claro que Deus, se existe, está muitíssimo longe daqui.

Segundo, que Ele não se importaria com a Terra, que não passa de uma manchinha esverdeada nos cafundó da Via Láctea.

Terceiro, que se Ele não vê a Terra, como irá amar ou zelar por você, em meio a tantos bilhões de habitantes de tantos bilhões de planetas!

Quarto, essa nave já rodou tanto pelo Universo e não encontrou vida inteligente por aí! O mais provável é que estejamos sozinhos para sempre… Condenados à solidão e à extinção.

Existe um Evangelho mais infernal que o da Nasa?]

A agência espacial americana, Nasa, divulgou nesta semana a foto do planeta Terra visto à maior distância já registrada. A missão não tripulada New Horizons voltou seu telescópio para o nosso planeta quando estava situada a uma distância recorde de 6,12 bilhões de quilômetros de nós.

O recorde anterior durou 27 anos e pertencia à missão Voyager 1, também da Nasa, que capturou uma imagem da Terra a 6,06 bilhões de quilômetros do planeta em 1990 (a foto da New Horizons foi feita no dia 5 de dezembro de 2017).

Foto deteve recorde por apenas duas horas

Controlada a partir do Laboratório de Física Aplicada Johns Hopkins, em Maryland, nos Estados Unidos, a New Horizons estabeleceu a marca de 6,12 bilhões de distância da Terra apenas duas horas após ter superado a marca da Voyager 1. Ou seja, a missão quebrou o recorde de foto mais distante da Terra duas vezes no mesmo dia.

A foto que deteve o recorde por apenas 120 minutos (ao lado) perdeu o posto porque os cientistas responsáveis pelo projeto queriam verificar como os corpos celestes mudam de lugar conforme a New Horizons se desloca pelo espaço. A nave se projeta a uma velocidade impressionante e consegue avançar 1,1 milhão de quilômetros em um único dia.

Coração de Plutão

A missão New Horizons foi lançada em 2006 e teve como objetivo inicial o estudo de Plutão, suas luas, e o cinturão de Kuiper. Em 2015, a missão não tripulada começou a enviar imagens aos cientistas da Nasa, incluindo as primeiras que revelaram a imagem de um ‘coração’ na superfície do planeta-anão. O estudo foi importante para determinar, após décadas de discussões, qual a real dimensão de Plutão: 2,370 quilômetros de diâmetro, tamanho maior do que muitos cientistas acreditavam.

De acordo com a Nasa, a missão New Horizons está hibernando neste início de ano e passará por um checkout completo de seus sistemas em junho.

Fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/2018-02-11/nasa.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *