Cosmologia de São Clemente mostra que crença cristã na Terra plana não foi inventada no Século 19

A harmonia do cosmos

20. 1 Os céus, que se movem por sua disposição, lhe obedecem harmoniosamente. 2O dia e a noite realizam o curso que ele estabeleceu, sem tropeçar um no outro. 3O sol, a lua e os coros dos astros giram harmoniosamente conforme sua ordem e, sem nenhuma transgressão, dentro dos limites que ele determinou. 4A terra, germinando conforme a vontade dele, produz, nos devidos tempos, abundantíssimo sustento para os homens, as feras e todos os seres que vivem sobre ela, sem nunca se rebelar, nem mudar nada do que por ele foi decretado. 5Com as mesmas ordens, se mantêm as regiões insondáveis dos abismos e as leis inescrutáveis que regem o mundo subterrâneo. 6A massa do mar imenso, que na sua criação foi recolhida em seus reservatórios, não ultrapassa os limites traçados, mas age conforme foi ordenado. 7De fato, ele lhe disse: “Chegarás até aqui, e tuas ondas sobre ti se quebrarão[8].” 😯 oceano, sem fim para os homens, e os mundos que estão além, são dirigidos pelas mesmas leis do Senhor. 9As estações da primavera, do verão, do outono e do inverno sucedem-se harmoniosamente uma após a outra. 10Os reservatórios dos ventos realizam seu trabalho no tempo devido e sem perturbação. As fontes inesgotáveis, criadas para o prazer e a saúde, não cessam de estender aos homens suas mamas portadoras de vida. Os menores animais se reúnem na paz e na concórdia. 11O grande Criador e Senhor do universo ordenou que todas essas coisas se executem na paz e na concórdia. De fato, ele espalha seus benefícios sobre toda a criação, mas a nós ele os prodigaliza superabundantemente, quando recorremos à sua misericórdia por meio de nosso Senhor Jesus Cristo. 12A ele a glória e a majestade pelos séculos dos séculos. Amém.

Fonte: https://www.veritatis.com.br/primeira-carta-de-sao-clemente-aos-corintios/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *